Alienum phaedrum torquatos nec eu, vis detraxit periculis ex, nihil expetendis in mei. Mei an pericula euripidis, hinc partem.
 

Sobre Nós

Lar da Mamãe Clory / Sobre Nós

História da Mamãe Clory e a criação
da associação beneficente

Mamãe Clory: uma história de amor e renúncia

Clory Fagundes de Marques durante seus 94 anos foi mãe adotiva de mais de 1.500 filhos. Vivenciou o amor com força, atitudes sempre positivas, sabedoria e muita renúncia de si mesma, em função da caridade.

Ela sequer teve lua de mel. Com menos de oito dias de casada, adotou a primeira filha. A criança foi deixada na porta de sua casa. Não pôde virar as costas para esse fato. Começou assim a sua missão.

Nascida em Alegrete (RS), foi criada numa fazenda do sul do Mato Grosso do Sul. Casou-se nos anos 40. No final da década de 60, tinha 87 filhos. Nesta época se mudou para São Bernardo do Campo (SP). E que sacrifício mudar com tanta gente para levar.

A prefeitura ajudou, doando um terreno para o início da construção da Associação Cristã Verdade e Luz, mais conhecida como Lar da Mamãe Clory, uma associação beneficente, que hoje possui restaurante, bazar, vendas de móveis usados e outros utensílios que a casa ganha, geradores de recursos para manter as mais de 100 crianças e idosos assistidos pela entidade.

Os filhos de Mamãe Clory são hoje médicos, advogados, engenheiros e moram pelo Brasil afora. Alguns estão longe: USA, Canadá, Dinamarca, Suíça, Japão e Portugal.

A associação beneficente Mamãe Clory é um dos nomes mais importantes na Grande São Paulo na área de assistência social e de exemplo de ser humano comprometido com a caridade.

O Lar da Mamãe Clory mantém diversas atividades como creche, apoio educacional, cultural e esportivo para adolescentes, núcleo de educação ambiental e núcleo de atendimento à família.

Embora reconhecida como de utilidade pública municipal, estadual e federal, a associação beneficente não recebe subvenções tampouco mantém convênios governamentais, se mantendo com recursos próprios, obtidos por meio de eventos, parcerias e doações.

Clory faleceu em 21 de novembro de 2011, aos 94 anos, deixando como legado de vida, fazer o bem sem olhar a quem e sem pedir nada em troca.

Palavra da Presidente da Associação beneficente

‘Dou o meu melhor para que o outro tenha também o melhor”

“Eu não sou a presidente. Eu estou presidente”. Quando a Mamãe Clory se foi, a presidência da associação beneficente ficou com meu irmão Cesar, mas quis Deus que ele também partisse, então por força das circunstâncias estou presidindo a casa, mas meus queridos, o trabalho aqui é de todos. Sem essa união não teríamos como atender com qualidade, amor e transparência nossas crianças e idosos.

Mamãe gostava de afirmar que “sozinhos não somos nada” e é verdade. Aqui somos uma equipe, que luta unida e cada um dá o melhor de si. Era assim que Mamãe Clory fazia. ‘Dou o meu melhor para que o outro também receba o melhor.

Não tem preço que pague ver nos olhos das mamães que deixam seus filhos aqui porque precisam trabalhar, a gratidão pelo serviço que a casa presta. Vou continuar me esforçando e sensibilizando funcionários, parceiros, voluntários a arregaçar as mangas em prol do próximo. É nisso que acredito, era nisso que Mamãe Clory acreditava”.

Soely Gozzi
Presidente

Proposta de Valor

Nossa associação beneficente tem como proposta de valor desenvolver na criança e no adolescente a capacidade para a construção de sua identidade, cidadania, autonomia progressiva e posicionar-se de maneira crítica, responsável construtiva nas diferentes situações sociais; oferecer oportunidades de aprendizado diminuindo a ociosidade e suas consequências.

Missão

Amparar e assistir crianças, adolescentes e idosos em regime de autogestão.

Visão

Ser referência no Terceiro Setor no País.