Alienum phaedrum torquatos nec eu, vis detraxit periculis ex, nihil expetendis in mei. Mei an pericula euripidis, hinc partem.

Eventos

Lar da Mamãe Clory / Uncategorized  / ONG em São Bernardo: Confira a iniciativa que vem ajudando pessoas há quase 50 anos

ONG em São Bernardo: Confira a iniciativa que vem ajudando pessoas há quase 50 anos

O Lar da Mamãe Clory é uma importante ONG em São Bernardo que ajuda muitas pessoas todos os meses. De crianças a idosos. Conheça a inspiradora história desse projeto.

Seguir a voz do coração. Há pessoas que passam a vida toda sem conseguir ouvir ou entender os nobres motivos que pulsam dentro de si mesmos. Mas, para Clory Fagundes de Marques esse foi um processo natural, tanto que se mudou e trouxe uma ONG em São Bernardo, que leva o seu nome.

Esse sentimento de bondade e amor ao próximo está na raiz da instituição beneficente Lar da Mamãe Clory. E não poderia ser diferente. A história da fundação da entidade mistura-se com a vida da própria personagem, que inspira inúmeras pessoas até hoje na região do Grande ABC.

Essa admiração e reconhecimento pelo trabalho em prol dos mais necessitados foram conquistados por meio da transformação que fez na vida de muita gente. Principalmente na vida de seus filhos, além dos alunos e outros assistidos pela associação.

Contudo, desde o início, Mamãe Clory contou com a generosidade das pessoas, através de doações, principalmente. Embora nos dias atuais a ONG em São Bernardo tenha desenvolvido formas diversas de manter seu trabalho, toda ajuda financeira é bem-vinda.

Primeiros passos

Sua primeira filha chegou a sua porta na manhã da sua lua mel. Alguém, sabendo do carinho infindável que Clory nutria pelas crianças, deixou em sua porta um bebê. Embora ela e o marido tenham tido 3 filhos biológicos, nenhum recebeu tratamento diferenciado.

A principal preocupação, tanto dela como do marido Orestes, era a educação dos filhos. A família morava em Andradina, interior paulista, num imóvel que parecia um hotel de tão grande, para acomodar os 87 filhos. Nessa época precisou oficializar sua missão de vida como uma instituição beneficente.

Porém, a cidade não oferecia opções de estudos mais avançados para aqueles que já estavam terminando o básico. Foi nessa época, entre as décadas de 1950 e 1960, que o polo industrial do Grande ABC, em especial São Bernardo, parecia o melhor local para os filhos prosperarem.

A cidade nesse momento também crescia e precisava acolher um grande volume de pessoas. Não só a família Fagundes de Marques como tantas outras chegaram por aqui nesse mesmo período.

Fique por dentro das novidades do Lar da Mamãe Clory!

Montando a ONG em São Bernardo

Para chegar a uma nova cidade com 87 filhos só mesmo uma mulher de muita coragem e amor. Enquanto o marido continuou em Andradina por conta do trabalho, Clory desembarcou na rodoviária de São Bernardo sem conhecer nada e praticamente ninguém.

Logo se estabeleceram numa casa simples, porém acolhedora, e os filhos foram matriculados nas escolas, principal objetivo da mudança. Embora ela não tenha estudado, essa questão é outro pilar que guiou sua vida e também a ONG em São Bernardo.

Para sobreviver, a família contava com a doação de vizinhos e a ajuda da comunidade. Clory entrou em contato com o poder público da cidade e conseguiu a doação de um terreno – naquela época, um local considerado afastado – para morar junto aos filhos e dar sequência a sua missão de vida.

Leia também: Momento de Lazer: faça uma visita ao lar da Mamãe Clory

Em Solo Batateiro

O grande ABC antes das indústrias chegarem era uma região rural. Em São Bernardo eram plantadas batatas e em Santo André cebolas, por exemplo. Por isso temos uma brincadeira de chamar este de solo batateiro.

E Clory, junto aos filhos, não se negou a plantar também. Aproveitando o espaço que lhe foi concedido, além de trabalhar a terra para a própria subsistência, também comercializava legumes e hortaliças. Ainda hoje existe, na ONG em São Bernardo, um espaço com essa finalidade.

A ligação da Mamãe Clory com a natureza surge desde seu nascimento em Porto Alegre. Pois, seus pais dependeram da terra durante toda a vida. Foi com o pai que aprendeu sobre espiritualidade e respeito ao meio ambiente. Sabedoria daqueles que desenvolveram um olhar aguçado para aprender o que tem valor nessa existência.

Fazer o bem não tem preço

Ao longo dos anos, o trabalho da ONG em São Bernardo cresceu e prosperou. Os filhos da Mamãe Clory puderam estudar e trabalhar e hoje replicam seus ensinamentos de vida. Alguns nem moram no país, levando o amor e caridade aprendidos em casa a lugares mais distantes.

Mas, nem por isso, deixam de colaborar com o projeto que leva o nome daquela que lhe acolheram. Muito pelo contrário! Contudo, a contribuição dos filhos não é o suficiente para manter o trabalho. É preciso que a comunidade continue se envolvendo.

E esse envolvimento também significa participar dos eventos realizados pela associação. Como os chás beneficentes, almoços ou comprar os produtos dos bazares. O que, aliás, é um ótimo negócio!

Se você ainda não conhece nossa ONG em São Bernardo, venha nos fazer uma visita. Perceba através dos depoimentos de nossos voluntários e amigos quão transformador é o legado dessa pequena grande gaúcha.

Agende uma visita ao lar!